‘Turismo internacional voltará aos níveis pré-pandemia só em 2023’ diz analista da Oxford Economics

Conceptual of travel and vacation.

RIO – Lembra dos aeroportos cheios, dos hotéis movimentados, das filas nas atrações e nas intermináveis fotos de conhecidos em cartões-postais ao redor do mundo, tão comuns até dezembro de 2019? Esse cenário só deve voltar a acontecer em 2023, ou mesmo em 2024. A previsão é de David Goodger, líder da divisão Tourism Economics, que analisa o mercado de turismo na consultora britânica Oxford Economics.

Em entrevista exclusiva ao GLOBO, Googder conta que a pandemia do novo coronavírus fez o mercado de viagens e turismo retroceder ao menor patamar dos últimos 15 anos, e que provocou uma diminuição de 73% no setor que, não fosse a Covid-19, poderia ter crescido pelo menos 4% em 2020.

Por outro lado, a crise sanitária pode representar a oportunidade de muitos destinos reverem suas políticas em relação a que tipo de turismo querem praticar, encontrando um equilíbrio maior entre a presença de visitantes e o bem-estar de seus habitantes. Mudanças devem ocorrer também no comportamento do viajante, ao menos em curto ou médio prazo, e que podem favorecer o fortalecimento do turismo local e o desenvolvimento de regiões até então fora do radar da maioria dos viajantes. O que pode ser uma boa notícia para o Brasil, cujo mercado de viagens depende muito mais da circulação interna do que da chegada de estrangeiros.

Turismo doméstico:Entenda por que sua primeira viagem depois da pandemia (provavelmente) será no Brasil

Deixe uma resposta