ABERTURA: Ibov futuro segue otimismo externo e inicia o dia com ganhos; dólar sobe

Operadores no pregão da BM&FBovespa 24/05/2016 REUTERS/Paulo Whitaker

Por Gabriel Codas

Investing.com – O índice futuro do Ibovespa começa a primeira sessão da semana com alta de 0,45% aos 100.632 pontos às 09h25, com o dólar subindo 0,54% a R$ 5,3528.

Os mercados começam a semana positiva, com os números dos futuros de Wall Street esperando resultados relativamente positivos no segundo trimestre dos grandes bancos americanos.

A visão dos analistas é que, mesmo com a expectativa de resultados fracos, o foco deve estar nas perspectivas dos negócios em meio à reabertura de fábricas e comércios, a flexibilização das restrições de mobilidade e a proximidade de vacinas e tratamentos que mitiguem a propagação da Covid-19.

No Brasil, os investidores também se preparam para a temporada de balanços das empresas brasileiras que se inicia dia 22 com companhias do Ibovespa, com a WEG (SA:WEGE3) apresentando seus números do segundo trimestre. Além disso, segue monitoramento do cenário político que caminha com menos tensões do que no início da pandemia e à evolução dos casos de coronavírus no país e seus impactos em relação ao retorno às medidas de quarentena.

– Cenário Interno

Coronavírus

O Brasil registrou 631 novos óbitos pela Covid-19 neste domingo e 24.831 novos casos de coronavírus, informou o Ministério da Saúde.  De acordo com a contagem do ministério, o país contabiliza agora 1.864.681 infecções confirmadas por coronavírus, totalizando 72.100 mortes pela doença respiratória.

O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de casos e mortes por Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos.  São Paulo, Estado mais afetado pela doença, tem um total de 371.997 casos e 17.848 pessoas morreram.

O Ceará tem 136.785 casos confirmados com 6.868 mortos, enquanto o Rio de Janeiro registra um total de 129.684 infecções e 11.415 mortos.

Neste domingo, a guarda municipal do Rio de Janeiro informou que ao menos 135 pessoas foram multadas na orla e nas praias da cidade neste fim de semana por estarem sem máscara de proteção.

– Cenário Externo

China

A economia da China está mostrando recuperação constante, mas a situação continua grave tanto no país quanto no exterior, disse o primeiro-ministro, Li Keqiang, segundo a rádio estatal nesta segunda-feira.

O governo adotar uma política fiscal proativa e política monetária prudente, disse Li segundo a matéria. Também vai ampliar a oferta de crédito e reduzir os custos de financiamento, completou.

G20

A Câmara Internacional de Comércio, um sindicato global e grupos da sociedade civil pediram ao grupo das 20 maiores principais economias que amplie o congelamento nos pagamentos do serviço da dívida para ajudar não apenas os mais pobres mas também países de média renda a enfrentar a pandemia de coronavírus.

A ICC, a International Trade Union Confederation e o Global Citizen, grupo que busca o fim da pobreza extrema até 2030, também pediram aos ministros das Finanças do G20, que se reunirão online em 18 de julho, para adotarem medidas adicionais para aumentar a participação de credores privados.

Em carta aberta a ser publicada nesta segunda-feira, os grupos disseram que mais medidas são necessárias já que a economia global está enfrentando uma contração ainda mais profunda do que foi projetado em abril, quando o G20 e o Clube de Paris de credores anunciou o congelamento dos pagamentos do serviço da dívida para os 73 países mais pobres do mundo até o fim do ano.

Temporada de balanços em NY

Os analistas do Goldman Sachs revisaram sua previsão de base para o lucro por ação em 2020 das empresas do S&P 500 para até US$ 115, de US$ 110 anteriormente, de acordo com nota divulgada no fim de semana. A equipe de David Kostin enfatizou que as perspectivas, em vez de números históricos, serão particularmente importantes durante a próxima temporada de balanços.

BOLSAS INTERNACIONAIS

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,22%, a 22.784 pontos.  Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,17%, a 25.772 pontos.  Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 1,77%, a 3.443 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 2,10%, a 4.852 pontos.

Da mesma forma, a segunda-feira é positiva para os mercados da Europa. Por volta das 8h40, o DAX, de Frankfurt, somava 1,23% aos 12.788 pontos, com o FTSE, de Londres, avançando 1,30% aos 6.147 pontos. Já em Paris, o CAC ganhava 1,49% aos 5.044 pontos.

Em Nova York, o S&P 500 Futuros era negociado em alta de 0,68%, o Nasdaq Futuros subia 0,88%, e o contrato Dow Futuros subia 0,69%. 

COMMODITIES

A jornada de abertura da semana teve como principal característica o forte avanço dos preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de operações, com data de vencimento para setembro do presente calendário, somou 4,80% para 829,00 iuanes por tonelada, o que representa ganhos de 38 iuanes em relação aos 791,00 iuanes de liquidação do dia anterior.

No mesmo sentido, a sessão desta segunda-feira foi marcada por valorização das cotações futuras dos papéis do vergalhão de aço, que são transacionados na também, chinesa bolsa de mercadorias da cidade de Xangai. O contrato com mais liquidez, e entrega para o mês de outubro deste ano, somou 36 iuanes para 3.739 iuanes por tonelada. Já o de janeiro de 2021, segundo em negócios, avançou 42 iuanes para 3.591 iuanes para cada tonelada.

No caso do petróleo, o dia começa negativo para os preços do produto. Em Londres, o barril do tipo Brent cede 1,27%, ou US$ 0,55, a US$ 42,69, enquanto que em Nova York, o WTI perde 1,36%, ou US$ 0,55, a US$ 40,00.

MERCADO CORPORATIVO

– Vale (SA:VALE3)

A mineradora Vale informou que chegou a um acordo com as japonesas Kobe Steel e Mitsui para a criação de uma nova empresa que visa fornecer soluções metálicas e siderúrgicas de baixo carbono para o mercado global, segundo comunicado da companhia nesta segunda-feira.

O acordo, não vinculante, estabelece termos e condições para a criação da nova companhia, acrescentou a Vale, destacando que um período de avaliação já foi iniciado para estimar a demanda do mercado pelos produtos que seriam oferecidos antes de um acordo final sobre a nova empreitada.

“A Vale está comprometida em contribuir com seus clientes siderúrgicos nesse desafio de reduzir a pegada de carbono”, disse a empresa no comunicado, ao destacar que a nova companhia utilizaria “tecnologias de produção de ferro de baixo CO2 existentes e novas”.

A mineradora afirmou que entre as tecnologias a serem aplicadas pela nova empresa estaria um processo de ferro-gusa de baixo carbono com uso de fontes mais limpas de energia, como biomassa e hidrogênio, desenvolvido por sua subsidiária Tecnored.

– SulAmérica

O grupo alemão Allianz (DE:ALVG) concluiu a compra do ramos de seguros de automóveis e de ramos elementares da SulAmérica por 3,18 bilhões de reais e se disse pronto para avaliar mais oportunidades no Brasil e na América Latina.

Com a conclusão do negócio anunciado em agosto, a Allianz dobra de tamanho no país, tornando-se vice-líder em autos e terceira maior em ramos elementares, produtos que indenizam por perdas, danos ou responsabilidade sobre objetos ou pessoas.

Além disso, o Brasil passa a ser responsável por cerca de 70% dos negócios do grupo na América Latina, região que representa 8% dos negócios globais da Allianz.

Segundo Javier Bernat, presidente-executivo da Allianz para América Latina, o negócio coloca a seguradora numa condição de aproveitar melhor as sinergias num período de maior pressão por melhores resultados operacionais, já que a queda do juro no país para mínimas recordes tem diminuído as receitas das seguradoras com receitas financeiras.

“Nós já temos feito bem, crescendo mesmo com os efeitos da pandemia”, disse Bernat à Reuters. “Mas podemos incluir mais serviços, como assistência técnica, para ampliar nossas receitas”.

– Petrobras (SA:PETR4)

A Petrobras informou nesta sexta-feira que sua subsidiária de biocombustíveis Pbio assinou contrato para venda de uma participação de 8,4% na Bambuí Bioenergia à Turdus Participações pelo valor simbólico de 1 real.

O pagamento reduzido deve-se ao patrimônio líquido negativo da Bambuí, na qual a Turdus já detinha a participação restante de 91,6%, disse a estatal em comunicado ao mercado.

“O fechamento da operação foi simultâneo à assinatura do contrato de compra e venda de ações, o que possibilitou a saída imediata do capital da Bambuí”, explicou.

Localizada na cidade mineira de Bambuí, a empresa de bioenergia atua na produção de etanol hidratado e na cogeração de energia elétrica.

Gaspetro

A Petrobras iniciou a fase vinculante do processo de venda da totalidade de sua participação de 51% na subsidiária Gaspetro, informou a empresa em comunicado divulgado nesta sexta-feira.

Segundo a estatal, os potenciais compradores classificados para a nova etapa do desinvestimento receberão agora carta-convite com detalhes do processo, incluindo orientação para “due diligence” e envio das ofertas vinculantes.

A Petrobras deu início ao processo para venda da fatia na Gaspetro no final de fevereiro. Após um adiamento em meados de março, durante a fase não vinculante, quando a petroleira chegou a reabrir a fase de habilitação de interessados, o desinvestimento prosseguiu a partir de maio.

A Gaspetro é uma holding com participação em diversas distribuidoras de gás, que distribuiu 29 milhões de metros cúbicos diários do produto em 2019. Além da Petrobras, a empresa tem como acionista a japonesa Mitsui, com participação de 49%.

– Enel (MI:ENEI)

A distribuidora de energia Enel São Paulo, da italiana Enel, foi multada em 10,2 milhões de reais pelo Procon-SP, órgão estadual de defesa do consumidor, em meio a uma série de reclamações sobre os valores das contas de luz em março e junho.

O Procon-SP disse em nota nesta sexta-feira que registrou “mais de 21 mil queixas” somente na primeira semana deste mês, após a Enel ter reduzido o número de leituristas na rua devido à pandemia de coronavírus, optando por fazer cobranças pela média de consumo dos clientes.

Procurada, a Enel disse que recebeu a multa e “analisará o conteúdo para adotar as medidas cabíveis”.

“A companhia acrescenta que tem prestado todos os esclarecimentos necessários ao órgão. Uma força tarefa conjunta entre Enel São Paulo e Procon foi criada para dar velocidade no tratamento das reclamações e, em todas que já foram avaliadas até o momento, não houve constatação de erro no processo de faturamento e cobrança”, afirmou.

– Frigoríficos

Representantes da indústria de processamento de carne pediram ao governo do Paraná, o maior Estado produtor e exportador de frango do Brasil, que reconsidere as regras locais destinadas a aumentar o espaçamento entre os trabalhadores em frigoríficos durante a pandemia de Covid-19, de acordo com um ofício visto pela Reuters.

O lobby da carne argumenta que o distanciamento mínimo de 1,5 metro exigido pela Resolução 855, publicada em 1o de julho no Paraná, reduziria a produção nas fábricas em cerca de 43%, de acordo com o ofício de 2 de julho assinado pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o Sistema Ocepar e o Sindiavipar.

A distância média dos trabalhadores nas unidades de produção de suínos e aves é de 0,85 centímetros, segundo o ofício.

A portaria federal 19, que vigora desde junho e trata da operação de abatedouros brasileiros em meio à pandemia, deveria prevalecer sobre as normas estaduais, disse o ofício dos representantes da indústria. Mas as regras federais exigem apenas um metro de distanciamento físico nas fábricas, o que o Ministério Público do Trabalho em três Estados da Região Sul disse à Reuters ser insuficiente.

– Sabesp (SA:SBSP3)

A Sabesp anunciou nesta sexta-feira que assinou os últimos quatro contratos, no valor total de 459 milhões de reais, necessários para cumprir promessa do governo do Estado de São Paulo de limpar o rio Pinheiros até 2022.

Os contratos, fazem parte de um conjunto de investimentos estimado em 1,7 bilhão de reais para limpeza do rio, e vão ampliar a coleta e o tratamento do esgoto de 164 mil imóveis em subbacias da região metropolitana. Segundo a companhia, as obras vão beneficiar diretamente uma população de quase 490 mil pessoas em todo o entorno.

As obras e ações para a limpeza do rio estão sendo contratadas na modalidade de performance, afirmou a Sabesp. Com esse modelo, a empresa que vence a licitação fica responsável por todas as obras de ampliação e adequação do sistema de esgotamento sanitário e sua remuneração depende do resultado obtido.

AGENDA DE AUTORIDADES

– Jair Bolsonaro

O presidente da República, que ainda se recupera da Covid-1, a volta a cumprir agenda por videoconferência, se reunindo, somente na parte da tarde, com o ministro da Economia, Paulo Guedes e, em seguida, com o ministro-chefe da Secretaria-Geral, Jorge Antonio de Oliveira.

– Paulo Guedes

– Videoconferência com o chefe da Assessoria Especial de Assuntos Institucionais, Esteves Colnago;

– Cúpula Ministerial Virtual da OCDE sobre Inclusão Social para a América Latina e o Caribe;

– Videoconferência com o presidente da República, Jair Bolsonaro;

– Reunião com ministro-Chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e o ministro da Cidadania, Onyx Lonrezoni;

– Videoconferência com o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel;

– Videoconferência com o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar;

– Videoconferência com o diretor de Programa da Secretaria Especial de Fazenda, Bruno Funchal.

(Com contribuição de Reuters)

Deixe uma resposta